Você sabia?

GIF

A França está em 4° lugar no ranking mundial de governo eletrônico e no topo da lista dos países europeus

Relatório “United Nations e-Governement survey 2014” de 2 de Setembro de 2014

“Publicado em 2 de Setembro de 2014, o relatório (“United Nations e-Government survey 2014”) avalia o desenvolvimento da governança web nos 193 Estados membros da organização das Nações Unidas e propõe uma classificação global (“e-government developement index”) que contemple três fatores-chave: os serviços web, as infra-estruturas de telecomunicação e o capital humano.

Ocupando a 7ª posição na primeira edição do relatório que é realizado a cada dois anos desde 2003 pelo departamento dos assuntos económicos e sociais da ONU, a França (6ª. em 2012) continua a sua progressão e posiciona-se agora no 4° lugar mundial da classificação (e-gouvernement).

A França é o primeiro país europeu classificado à frente dos Países Baixos (5° no geral), o Reino Unido (8°) e a Finlândia (10°).

Esse ano ela ocupa o 1° lugar mundial nos serviços públicos web (“Online Service Index”) e também se destaca “pelas ações empreendidas no sentido de melhorar sua qualidade, integrar os sítios governamentais e encorajar a consulta dos cidadãos”, detalha o estudo, que cita o exemplo do portal Service-public.fr.

A ONU cumprimenta a ação francesa em termos de desenvolvimento dos softwares livres. Ela menciona a circular do Primeiro-Ministro de 2012, destinada a estender sua utilização às administrações. Uma política que, apesar de reduzir as despesas decorrentes das novas tecnologias, permitiu “estimular a inovação e a participação de outros atores, tais como as autoridades locais ou as comunidades de programadores na co-produção de serviços web”, destaca o estudo.

A França figura igualmente entre os países com os melhores resultados em matéria de abertura e reutilização dos dados públicos (“Open Data”). O relatório refere-se à criação na França da missão “Etalab”, “entidade específica sob tutela do executivo”.

Ela se encontra entre os 20 melhores países que obtiveram os melhores resultados em “capital humano”, segundo o índice utilizado pelas Nações Unidas (o índice considera o nível de alfabetização, a taxa de escolarização e o tempo de formação).

Nas infra-estruturas, a França continua a ultrapassar os níveis mundiais: o percentual de indivíduos que utilizam a Internet mantém-se em 83%. As redes sociais também são estudadas pelos relatores: o sítio francês “Copains d’avant” figura entre os mais populares.

publié le 03/10/2014

haut de la page