Um historiador francês fala na UnB sobre "A crise das universidades no modelo neoliberal desde os anos 1980"

JPEG
Foto : Isa Lima/UnB Agência

O Prof. Christophe Charle (Foto), que estudou na Escola Nacional Superior e que teve como mestre Pierre Bourdieu, é atualmente professor de História Contemporânea na Universidade Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Ele também é há 15 anos, diretor do Instituto de História Moderna e Contemporânea (IHMC).

Em junho, foi convidado por um grupo de universidades federais brasileiras (UFRGS, USP e UFRJ) para realizar uma série de conferências no Brasil. Neste contexto, o Departamento de Sociologia da UnB também o convidou na sexta-feira 12 junho, para participar da terceira sessão pública da "UnB Futuro".

A conferência realizou-se a partir de 10h15 na "Reitoria" da Universidade, na presença do Reitor Ivan Camargo, do Vice-Reitor Jaime Santana, e de Fernando Oliveira Paulino, da Faculdade de Comunicação, do professor Carlos Benedito Martins, da Faculdade de Sociologia e do professor emérito Isaac Roitman. Cerca de 80 estudantes e membros do corpo docente da UnB participaram do evento.

A conferência foi totalmente filmada pela cadeia da universidade UnBTV. A Embaixada da França financiou integralmente a tradução simultânea desta conferência.

Em primeiro lugar, foi uma oportunidade para o historiador apresentar a evolução das universidades, a uma nova arbitragem pública / privada, “assim como em termos do novo modelo anglo-saxão chamado Neoliberalismo Universitário ". Em segundo lugar, ele tentou apresentar uma análise crítica das interpretações dominantes sobre o assunto. Citou o caso francês, onde existem as duas visões concorrentes: as universidades e as “Grandes Escolas”, mas também introduziu a questão da concorrência universitária.

Após esta apresentação, o Prof. Christophe Charle respondeu a muitas perguntas da platéia, principalmente sobre o sistema universitário brasileiro e os diferentes modelos de universidade no exterior. Esta interação abriu o debate sobre as opções para o sistema universitário cumprir os seus compromissos de formação e pesquisa.
Note-se que o francês também foi convidado a participar no "Seminário sociologia" de 9 a 12 de junho, organizado igualmente pelo Departamento de Sociologia da UnB, onde apresentou duas outras conferências cujos temas foram: "Elites e Ciências Sociais na França, a história do divórcio (1945-201 ...)" e "Figuras intelectuais na França e na Europa desde o final do século XIX". A primeira conferência também foi traduzida para o português, com o apoio da Embaixada da França no Brasil.

JPEG
JPEG
Fotos : Gabriela Studart/UnB Agência

publié le 13/07/2015

haut de la page