Turismo: A França, líder mundial!

GIF
A França continua sendo o País mais visitado do mundo, com cerca de 82 milhões de turistas estrangeiros. A importância dessa atividade turística se deve, principalmente, à grande diversidade de sua natureza, à beleza das suas paisagens, à autenticidade de seus vilarejos - bem como à riqueza de seu patrimônio cultural (museus e monumentos históricos). A França é também o terceiro país, depois dos Estados Unidos e da Espanha, a tirar do turismo a maior parte da sua receita.

Segundo fontes oficiais, com um recorde de 81,4 milhões de visitantes estrangeiros, a França está muito à frente dos Estados Unidos (62,7 milhões), China (57,6 milhões), Espanha (56,2 milhões) e Itália (46,1 milhões). "Nós podemos sempre fazer melhor, como declara o ministro do Turismo à AFP, mas qual é o setor que representou 77 bilhões em receitas em 2012, frente a 75,4 bilhões em 2011 e 68,7 em 2010? Devemos nos mobilizar para continuarmos sendo o primeiro destino no mundo, sermos mais competitivos, mais estruturados, melhorar a nossa oferta e a qualidade dos nossos serviços.

Paris apresentou, em 2012, um desempenho notável no turismo (mais de 6%), graças ao aumento do número de visitantes norte-americanos, britânicos e chineses. O desenvolvimento mais significativo é de turistas do Oriente Médio. Os responsáveis pelo turismo na capital explicam esse entusiasmo pela rica programação cultural. As compras, a alta costura e a gastronomia também são fatores importantes para a atratividade de Paris.

Embora Paris esteja no topo dos destinos franceses, a Provence e a Côte d’Azur, o Vale do Loire, a Costa Atlântica ou o Sudoeste continuam atraindo os visitantes estrangeiros, que têm a França como destino favorito desde 1990. Os famosos castelos do Loire, passando pelos admiráveis calanques de Marseille-Cassis, ou ainda, a duna de Pilat, que é a maior da Europa... São muitos os trunfos dos pontos turísticos franceses. 38 deles também estão listados como Patrimônio Mundial da Unesco: O Monte Saint-Michel e sua baía na Normandia, o Palácio e o Parque de Versailles, a Catedral de Chartres, a cidade medieval de Carcassonne ...

Segundo dados oficiais, a ocupação hoteleira atingiu novo recorde em 2012 na região de Paris, com mais de 68 milhões de diárias. O afluxo da clientela extra-europeia se confirma nos hotéis, com um aumento de 9,7% das diárias em 2012. Isso se deve principalmente aos americanos e clientes do Oriente Médio e Ásia. Além disso, pode-se observar que, frente às expectativas de uma clientela cada vez mais exigente, alojamentos que optam por uma alta qualidade e se adaptam às novas normas de classificação gozam de uma ocupação superior àquela dos demais.

As atividades turísticas empregam mais de dois milhões de pessoas. Elas representam mais de 7% do PIB da França e geram cerca de 44 bilhões de euros em receitas. A frequência aumenta ainda mais nos estabelecimentos 5 estrelas. Os holandeses, por sua vez, são de longe os maiores clientes estrangeiros dos campings.

De acordo com uma pesquisa recente, os turistas europeus, incluindo os alemães, os italianos e os belgas, são atraídos pela França, antes de mais nada, pela beleza das paisagens, o patrimônio cultural e a autenticidade dos vilarejos - mas também, pelo crepe da região da Bretanha, que aparece como a especialidade regional francesa por excelência. Toulouse ocupa o primeiro lugar entre as cidades mais turísticas da França. Um desempenho que se deve principalmente ao turismo de negócios, especialmente às atividades aeronáuticas e aos muitos congressos e seminários corporativos que acontecem durante todo o ano.

Paris e Nice têm um atrativo especial para os russos. A França é também um destino incontornável aos olhos da clientela que a associa ao romance, perfumes ou produtos vitivinícolas, devendo ser visitada pelo menos uma vez na vida. Trata-se do destino mais atraente entre os seus concorrentes europeus, do ponto de vista cultural e histórico. De acordo com um estudo da “Atout France”, os mercados russo e ucraniano poderiam representar 1,3 milhões de visitantes na França em 2014, quase o dobro em comparação com 2011.

publié le 30/07/2013

haut de la page