Terceira edição do Brasília Sax Fest - 09 de outubro de 2015

Altas Autoridades brasileiras aqui presentes,

Senhoras e Senhores Membros do corpo diplomático,

Mes chers compatriotes,

Caros amigos,

Em primeiro lugar gostaria de agradecer aos responsáveis pela terceira edição do Brasília Sax Fest, os senhores Carlos Gontijo, Alan Moreira e Bruno Medina. O convite dos senhores é uma grande honra para a França.

Antes da entrega desse prêmio internacional para o vencedor do concurso, quero agradecer a todas as pessoas envolvidas na idealização e na organização desse evento internacional que recebe músicos do mundo todo que trabalham com o saxofone erudito na música clássica e no jazz.

Sei que todas as nações aqui presentes têm um papel importante no desenvolvimento do saxofone, mas agora devo me desculpar com os outros países, pois vou falar um pouco da França e de sua parceria cultural histórica com o Brasil.

Neste sentido, tenho a honra de agradecer particularmente a uma pessoa que fez muito pela relação com a França. Trata-se da única pessoa premiada no Brasil e na América Latina pelo Conservatório Nacional de Música de Paris, e que agora é o mais importante saxofonista erudito de música clássica no continente sul americano: gostaria assim de saudar o senhor Dilson Florêncio, aqui presente!

Tivemos o prazer de descobrir, através de nossos amigos brasileiros, que não só a escola do movimento francês do saxofone é uma referência aqui no Brasil, mas também seis artistas e professores franceses foram convidados ao festival. Não posso citar todos, mas ficarei muito feliz de encontrá-los após a cerimônia. Também descobri que as partituras utilizadas para a formação e treinamento dos alunos no Brasil vêm da França. Esses já seriam motivos suficientes para a nossa satisfação.

Mas fica ainda melhor! As grandes marcas e empresas históricas francesas de saxofones estão presentes no Sax Fest: Buffet Crampon e Selmer, e devo acrescentar a empresa Vandoren. Quero cumprimentar igualmente o responsável pelo desenvolvimento da marca americana D’Addario, que também é francês.

Como vocês já sabem, a música consiste, antes de tudo, em uma partilha, e para terminar citarei Platão, que dizia: “Se queremos conhecer um povo, devemos escutar sua música”. Talvez as músicas do mundo todo que serão tocadas e compartilhadas neste festival contribuirão para que nos conheçam melhor - ao menos este é o meu desejo. Gostaria de agradecer novamente ao Brasília Sax Fest por esta iniciativa internacional. Vocês podem contar com o nosso apoio e nossa presença!

Entrega do prêmio Dilson Florêncio ao vencedor

Agora vou entregar o prêmio Dilson Florêncio, lembrando que além de ganhar uma viagem à França, o vencedor se apresentará com a Orquestra Sinfônica do Conservatório da cidade de Rouen...

Em nome do Brasília Sax Fest 2015 e da Embaixada da França, tenho a honra de entregar o prêmio ao vencedor do evento

Parabéns! Desejo que este prêmio o motive ainda mais para a continuação desse belo trabalho e que sua carreira seja repleta de sucesso e alegria...

Como todos sabem, a música começa no momento em que termina o poder das palavras. Por isso, encerro aqui o meu discurso.

Boa noite, bom festival e bom concerto a todos.

publié le 11/12/2015

haut de la page