LABCiTOYEN 2014 - Testemunho de Clebson Costa (Salvador-BA)

82 jovens do mundo inteiro, dos quais 3 são brasileiros, foram convidados pela França, de 06 a 16 de julho de 2014, no âmbito do novo programa sobre os direitos humanos, intitulado « Labcitoyen ». Provenientes de mais de 80 países, de 5 continentes, esses jovens francófonos, de 18 a 25 anos, lutam sem seus país, em defesa dos direitos humanos.

PNG

Prezados,

Estou finalmente de volta ao Brasil e venho agradecer mais uma vez pela oportunidade de ter podido participar de experiência tão enriquecedora. Através do LabCitoyen pude ter contato com realidades muito diferentes das que estou acostumado aqui no Brasil, a oportunidade de discutir questões complexas com pessoas que possuíam pontos de vista diferentes dos meus e expor um pouco do meu pensamento sobre como cada cidadão pode ser agente na luta contra as agressões aos direitos humanos.

Além da bagagem intelectual adquirida no programa, tive a oportunidade de conhecer pessoas inesquecíveis as quais se tornaram, em pouquíssimo tempo, amigos verdadeiros e, sem dúvida, para toda a vida. Com eles mantenho contato e espero em breve poder revê-los e relembrar dos momentos em que fomos um só, um grupo de jovens em busca de enriquecimento de suas experiências sobre os direitos humanos, em busca de expor suas idéias, em busca de desenvolvimento e, porque não, de ser felizes.

E felicidade foi algo que não nos faltou... Mesmo nas horas de trabalho, trabalhamos com afinco e alegria, trabalhamos com amor porque tínhamos um objetivo, aquele de mostrar ao mundo a nossa mensagem, uma mensagem por vezes de alerta, de conselho, de utilidade ou mesmo de ação!

As discussões esclareceram nossas dúvidas, nos alertaram para os problemas do mundo e nos impuseram certa dose de atitude que certamente serão o catalisador de ações futuras em prol dos direitos humanos em nível internacional. Por isto, LabCitoyen não é apenas enriquecedor a nível individual; para mim trata-se de um benefício da França para o mundo; trata-se do desenvolvimento de visões críticas em jovens em formação; trata-se de mudança; trata-se da língua francesa como meio de interlocução e viés para a mudança do mundo para melhor num futuro não tão distante.

Eu não tenho palavras suficientes para agradecer, mas vale o meu muito obrigado pela organização do programa, desde o momento da seleção até o meu retorno ao Brasil. Parabéns pela promoção desta escola de desenvolvimento, parabéns por tudo!

Muito obrigado,

Vídeo Produzido por meu Grupo: https://www.youtube.com/watch?v=ES7EvUqiSns&list=PLl7eNMHjCOnvaNd7muqIMVJ3ITHvyre_1

JPEG

JPEG

publié le 06/08/2014

haut de la page