Infográfico - Construir um furturo na Síria

A França está no primeiro plano para a ajuda direta às populações sírias. Em colaboração com as populações locais, France Expertise Internationale (FEI), operador do Quai d’Orsay, coordena um projeto de desenvolvimento de serviços de bases.

Trata-se de uma iniciativa inovadora de longo prazo e virada para o futuro. Os financiamentos são europeus, franceses (através do Centro de Crise do Quai d’Orsay) e japoneses.

Financiamento do projecto: 4.3 milhões de euros.

Os domínios são os seguintes:

44% do financiamento para a Saúde
Abertura de oito centros de cuidados de saúde primária

Os cuidados prestados centram-se sobretudo na pediatria e na ginecologia mas também na medicina geral

- 3800 consultas por mês, em média. Os pacientes são jovens e maioritariamente femininos (entre 60 e 70% - dados do FEI)

- 4 formações médicas e administrativas já foram organizadas

23% do financiamento para as urgências médicas
Reforço das capacidades de vinte centros médicos

- compra de equipamentos para as equipas médicas, de medicamentos e de material de assistência respiratória

- formação das equipas médicas

15% do financiamento para a segurança alimentar
Fornecimento de pão a várias dezenas de milhares de pessoas

- Um moinho muito grande

- 50 a 60 toneladas de pães por dia

- 4 padarias industriais abertas na Síria (24 toneladas de pães por dia)

- 515 000 sacos de pão produzidos por mês

- 103 130 beneficiários

- A FEI colabora com os fornecedores locais e tudo é comprado na Síria

18% do financiamento: Outro

publié le 09/09/2014

haut de la page