Frank Micheletti

JPEG - 6.6 MB
Franck Micheletti, Your ghost is not enough@SemBrundu

APRESENTAÇÃO DO ESPETÁCULO « YOUR GHOST IS NOT ENOUGH » (2014)

Num espaço fechado por painéis pretos, com uma única abertura no lado que dá para o público, a luz sobe lentamente e, em seguida, a luz dos aparelhos sobre os quais a música original
é mixada nos deixa entrever a bailarina
Sara Tan, sozinha no centro, fazendo movimentos tênues, sinuosos, e evoluções no espaço onde seu corpo passa da horizontalidade para a verticalidade de modo rápido e flexível, numa dança que vai se tornando hipnótica. Com a entrada do bailarino Idio Chichava, os dois se confrontam, exprimem sua individualidade em espelho, fazem a experiência da sensação, do toque, da escuta mútua.
Frank Micheletti coloca de imediato a questão do ser sozinho e do ser em relação ao cerne de seu questionamento: O que é que move um em direção ao outro? Qual seria uma boa distância para a pessoa ser ela mesma? Como se cria uma relação, sabendo que o afastamento, a separação são necessários para a construção de si, que a relação com as distâncias e proximidades formam a base dessa construção?
Ele desdobra a problemática colocando no palco dois duos em espelho, o composto pelos dois bailarinos e o composto pelos dois músicos, entre os quais ele mesmo.

Espectáculo programado no âmbito do MID, Movimento Internacional de Dança (Curadoria : Anita Mathieu – Diretora de Rencontres chorégraphiques internationales de Seine-Saint-Denis, França)

APRESENTAÇÕES :
Belo Horizonte
>CCBB
28 e 29/09/2016
Praça da Liberdade, 450 - Funcionários, Belo Horizonte – MG - (31) 3431-9400

Brasília
>CCBB
07 e 08/10/2016
SCES Trecho 2, Lote 22 - Asa Sul, Brasília – DF - (61) 3108-7600

www.movimentoid.com.br

FICHA TÉCNICA

Coreografia: Frank Micheletti
Bailarinos: Idio Chichava, Sara Tan
Música composta, executada e mixada ao vivo por Frank Micheletti e Benoît Bottex
Criação de luz: Ivan Mathis

Produção: Kubilai Khan Investigations
Coprodução: Théâtre Paul Eluard Bezons - CNCDC de Châteauvallon - Institut Français d’Indonésie
Institut Français et la Région Provence-Alpes-Côte d’Azur- Centre Chorégraphique National de La Rochelle / Poitou-Charentes, Kader Attou / Cie Accrorap - Ballet National de Marseille
Acolhimento em estúdio: Centre Chorégraphique National de la Rochelle.
Com o apoio da Adami, sociedade de artistas-intérpretes, que administra e promove seus direitos na França e no mundo, para uma remuneração mais justa de seus talentos. Também oferece apoio a projetos artísticos.
Studio & Residência: CCN La Rochelle – Théâtre Paul Eluard de Bezons – CNCDC Châteauvallon e residência em IFI/Bandung – Indonésie

JPEG

JPEG - 1.1 MB
Franck Micheletti, Your ghost is not enough@SemBrundu

BIOGRAFIA DE FRANK MICHELETTI

Coreógrafo nascido em 1966 - França

Após uma formação em teatro com Jean-Pierre Raffaelli, trabalhou com Hubert Colas e Isabelle Pousseur. Encaminhou-se em seguida para a dança.
Antes de criar a companhia Kubilai Khan Investigations, dançou para Joseph Nadj em diversas criações (Le Canard pékinois, Woyzek, Commedia Tiempo, Les Commentaires d’Habacuc..) e foi assistente na encenação de «Le Cri du Caméléon», realizada para o CNAC.
Em 1996, fundou com Cynthia Phung-Ngoc, Ivan Mathis et Laurent Letourneur, a companhia Kubilai Khan Investigations, e assinou como coreógrafo todas as peças (mais de 25): de «Wagon zek, dépôt 1» (1996) a «no.W.Here» (2016).
De 1999 a 2001, foi artista associado em Châteauvallon; de 2007 a 2009, na Comédie de Clermont-Ferrand e também no Arsenal de Metz, por dois anos. Em 2008, a companhia integrou o projeto «Tremblay, territoire(s) de la danse”, em parceria com o Théâtre Louis Aragon de Tremblay-en-France. De 2012 a 2014, em residência no Théâtre Paul Eluard de Bezons, e em 2016, realizou com a companhia duas novas residências, com Rencontres Chorégraphiques Internationales de Seine-Saint-Denis e com o Théâtre des Salins/Scène Nationale de Martigues. É artista associado do Théâtre du Beauvaisis, em Beauvais.

+ INFOS :
www.kubilai-khan-investigations.com

publié le 29/09/2016

haut de la page