Discurso de Condecoração com a "Palmes Académiques" à Nicolas Bruno Maillard e Hipérides Ferreira de Mello

Senhoras e Senhores,

Agradeço a todos por nos honrarem com sua presença nesta cerimônia.

Esta noite, a França homenageia de fato, não somente dois amigos, mas também dois grandes artesãos da cooperação franco-brasileira, neste importante Estado do Rio Grande do Sul.

Conforme a tradição, e correndo o risco de ferir a modéstia de ambos, permitam-me recordar brevemente suas carreiras profissionais.

Caro Nicolas Maillard,

Há quinze anos o senhor é a chave-mestra da cooperação franco-brasileira em Porto Alegre, na área de ensino superior e pesquisa.

Professor pesquisador, diplomado pela Escola Nacional Superior de Informática e de Matemática Aplicada (ENSIMAG) de Grenoble, o senhor é também autor de uma tese em cálculo paralelo sustentada em novembro de 2001 na Universidade Joseph Fourier de Grenoble.

Desde 2002, o senhor integra o sistema universitário brasileiro como pós-doutorando na Pontifícia Universidade Católica e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Em 2005, iniciou sua carreira de professor adjunto nesta mesma Universidade Federal. Como Professor Adjunto, orientou quatorze estudantes e quatro doutorandos, dos quais três obtiveram um duplo diploma junto ao Instituto Politécnico de Grenoble, entre 2005 e 2012.

O senhor também coordenou o Programa Brafitec da Universidade Federal do Rio Grande do Sul entre 2008 e 2012.

Em 2012, depois de uma temporada de seis meses na Universidade de Pittsburgh, tornou-se Secretário de Relações Internacionais da Universidade Federal.

O senhor administra a mobilidade internacional da Universidade, composta por um fluxo de entrada de 700 estudantes e um fluxo de saída de 2.500 estudantes por semestre. Intervém no resultado de acordos de duplo diploma com a França, a Alemanha, a Itália, os Estados Unidos, o Reino Unido e, mais recentemente, com a Argentina.

Com a França, foi sua a iniciativa do Laboratório Internacional em Cálculo Intensivo e Informática Ambiente (LICIA), desenvolvido pelo Centro Nacional da Pesquisa Científica (CNRS) em Porto Alegre.

Além disso, o senhor escolheu reforçar ainda mais seu compromisso com a cooperação franco-brasileira integrando o comitê fiscal da Aliança Francesa de Porto Alegre em maio de 2013.

Caro Nicolas Maillard,

É o seu inabalável envolvimento a serviço da cooperação franco-brasileira que homenageamos esta noite.

Nicolas Maillard, au nom du gouvernement de la République, je vous fais Chevalier dans l’Ordre des Palmes Académiques.

Senhor Vice-Presidente, Caro Hipérides Ferreira de Mello,

Natural do Estado do Acre, há 40 anos o senhor está vivendo na outra extremidade do Brasil, no Estado do Rio Grande do Sul.

Após ter concluído seu curso de Economia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, depois em Turim, na Itália, no âmbito de um curso ministrado pela Organização internacional do Trabalho, fez um mestrado em administração de programas e projetos educativos na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em 1976.

Porto Alegre se tornará, a partir de então, sua cidade de adoção. Aqui conheceu sua futura esposa Olga, que não pôde estar presente esta noite, pois está no exterior por razões familiares, mas que mesmo assim gostaria de cumprimentar. Aqui também se sobressaiu como um ator indispensável no campo educacional e ocupou principalmente o cargo de Secretário de Estado Adjunto da Educação do Estado do Rio Grande do Sul, depois de diretor pedagógico da Superintendência de Ensino Profissionalizante.

Além dos cargos na administração pública, estendeu suas atividades ao setor privado, sempre permanecendo fiel ao setor educacional. Desde 1990, é Presidente Diretor Geral da HZ Consultoria, empresa que presta consultoria e apoio às faculdades particulares. Ator incansável, desde 2012 é presidente do Sindicato das Escolas de Idioma s do Rio Grande do Sul (SINDIOMAS-RS) que age como mediador nas convenções coletivas assinadas entre as escolas estaduais e seus empregados.

Complementando esta brilhante carreira, o senhor tem acompanhado há 30 anos a vida, às vezes difícil, da Aliança Francesa de Porto Alegre. Penso em especial na venda, em 1999, devido a problemas financeiros, do prédio histórico da Aliança Francesa, situado no centro da cidade.

Após esta provação, no início dos anos 2000, participou ativamente da recuperação do Centro Franco-Brasileiro que se instalará sucessivamente em diversos quarteirões da cidade antes de se fixar em Moinhos de Vento – onde está há quase 10 anos. Aliás, da qual o senhor foi Presidente de 2009 a 2013.

Foi no seu mandato e por sua iniciativa que a Aliança Francesa assinou um acordo de cooperação com a Embaixada da França no Brasil, com o objetivo de reforçar a parceria entre as universidades do Rio Grande do Sul e os estabelecimentos franceses de ensino superior e de pesquisa.

Caro Hipérides Ferreira de Mello,

É esta carreira dedicada à educação, e em reconhecimento a seu incansável comprometimento com a Aliança Francesa e a serviço da cooperação franco-brasileira, que a França homenageia esta noite.

publié le 14/10/2016

haut de la page